<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6609360788119644874\x26blogName\x3dRapazes+de+Preto+++Noticias+de+despor...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://rapazesdepreto.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://rapazesdepreto.blogspot.com/\x26vt\x3d1151129100679812676', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Momentos

Machado saiu...e agora?

segunda-feira, 10 de setembro de 2007




Esperei pela confirmação oficial da saída de Manuel Machado para poder escrever este post. Parece-me óbvio que a situação da nossa Académica é delicada, e optou-se por mudar o mais fácil, ou seja, o treinador. Reconhecendo que Manuel Machado não esteve bem nos 16 meses que orientou a Briosa, devo dizer que sou contra esta chicotada psicológica. E sou contra por um motivo: não se percebe porque se renova contrato com um treinador, se deixa que ele faça a pré-época (não vou dizer que o deixaram fazer a equipa, porque mais uma vez isso foi um pouco obscuro), e depois se rescinda com ele ao fim de três jogos, com a quase certa indemnização da ordem.

Outra coisa que já disse aqui e nunca conseguirei perceber: Manuel Machado tem um currículo que fala por si. Levou o Moreirense da 2ª divisão B até à primeira e estabilizou o clube no principal escalão (saiu e eles desceram novamente à 2ª B); levou o V. Guimarães e o Nacional à Taça UEFA. Chegou à Académica e não teve sucesso. O mesmo se passou com Nelo Vingada, que já havia levado o Marítimo à Europa e na Académica não conseguiu melhor do que dois lugares acima da linha de água. Por outras palavras, os problemas da Académica podem ser muito mais, e muito mais graves do que o treinador.

A sucessão





A discussão agora envolve o nome do possível sucessor de Manuel Machado. Nas últimas horas, avançaram-se já com quatro ou cinco nomes. Falando por mim, tenho dois favoritos:

- Domingos Paciência: como jogador, foi um dos meus favoritos. Não sendo um portento de técnica ou regularidade, era um avançado que nunca virava a cara à luta (no sábado, cheguei a ter pena que ele não tivesse menos 10 anos e jogasse no ataque da Selecção). Como treinador, teve uma passagem interessante pelo FC Porto B, tendo lançado jogadores como Paulo Machado, Ivanildo, Vieirinha ou Bruno Gama. Na União de Leiria, foi vaticinado que seria o flop da temporada, mas conseguiu fazer uma boa época, deixando o clube devido a incompatibilidades com o presidente João Bartolomeu. É um treinador jovem (38 anos), ofensivo e com pêlo na venta, capaz de enfrentar a direcção quando é caso disso, o que me parece ter faltado a Manuel Machado.

- Paulo Sérgio: Há amigos meus que me dizem que eu tenho um "fétiche" com este treinador. Não é uma questão de fetichismo. Paulo Sérgio é mais um treinador jovem (39 anos), que conta com apenas dois clubes no currículo: o Olhanense, que levou da 2ª B à Liga de Honra, tendo chegado a lutar pela subida há dois anos; e o Santa Clara, clube que está a atravessar uma grave crise financeira, e onde, sem grandes nomes, lutou pela subida a época passada, e comanda a Liga Vitalis á terceira jornada desta época. Paulo Sérgio já provou saber fazer omoletes sem ovos, e não sei até que ponto não será isso que a Académica precisa.

Outros nomes

Rogério Gonçalves é um treinador interessante, com passagens de sucesso por Varzim e Naval (no Braga não resistiu à pressão de um clube com outras ambições). Não o veria com maus olhos na Académica, mas uma desvinculação do clube onde acabou de chegar não deve ser tarefa fácil, isto para além da guerra desnecessária que a situação poderia despoletar, indo buscar um técnico a um rival.

Ulisses Morais é um treinador que nunca gostei. Antipático, arrogante, amigo do anti-jogo e do autocarro em frente à baliza, é tudo o que eu não gostaria de ver a orientar a Académica. Não me parece que viesse trazer alguma coisa de novo à Briosa.

Outros nomes já foram atirados ao ar, como José Couceiro e Vítor Pontes, mas espero que não tenham passado disso.

Um abraço a todos e viva a Académica.


Autor: João Campos » COMENTE: |

Começa AGORA a descarregar tudo o que quiseres!
Bookmark this post to del.icio.us Digg this post! Bookmark this post to Yahoo! My Web Bookmark this post to Furl