<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\0756609360788119644874\46blogName\75Rapazes+de+Preto+++Noticias+de+despor...\46publishMode\75PUBLISH_MODE_BLOGSPOT\46navbarType\75BLUE\46layoutType\75CLASSIC\46searchRoot\75http://rapazesdepreto.blogspot.com/search\46blogLocale\75pt_PT\46v\0752\46homepageUrl\75http://rapazesdepreto.blogspot.com/\46vt\0751151129100679812676', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Momentos

globet.com - the better you bet!

EXERCÍCIO DE FUTUROLOGIA...

terça-feira, 18 de setembro de 2007

A tarefa não se avizinha fácil, mas a verdade é que a vitória frente ao Paços de Ferreira e, principalmente, a forma como a equipa demonstrou querer inverter a tendência dos ultimos tempos faz-me sonhar... a mim e espero que a todos os que acompanham a Briosa.

A seguir vem o Boavista. Não vencemos no Bessa à 37 anos. Muito tempo. A verdade é que este é o momento ideal para quebrar mais esse ciclo e trazer os três pontos frente a uma frágil equipa do Boavista. Depois recebemos o Leixões, alguém duvida que podemos ganhar? Eu nao...seriam 6 pontos em 2 jogos. Perfeito!

Sabendo que se trata apenas de um "jogo de futurologia" deixo aqui o meu palpite para as próximas duas jornadas.





O que acha?

EU ACREDITO!


Força Briosa!

Autor: Chambel » COMENTE: |

RECORDE DE 37 ANOS POR BATER NO BESSA

(Este é o palco do nosso sonho)
Depois da Vitória sobre o Paços de Ferreira no passado domingo, a Briosa visita na próxima jornada (2ª feira às 19:45) a equipa do Boavista.

Moralizada pelo regresso às vitórias em casa, em jogos a contar para a Liga, a Briosa tenta agora bater um recorde de 37 anos. É que desde a época 1970/71 que não vence no Bessa.
Trata-se de uma boa oportunidade para amealhar mais 3 pontos, até pelo actual momento das equipas. Académica em clara subida de forma e Boavista ainda sem qualquer vitória em 4 jogos.

É inquestionável que Domingos trouxe outra atitude à equipa, com mais alegria, vontade de vencer. Paulo Sérgio está um poço de força, Tiero e Cris a jogar muito bem, Hélder Barbosa e Fofana desequilibradores e na frente Joeano poderá ser Homem-Golo.

Vamos acreditar que (ainda) é possível fazer uma grande época.

Força Briosa

Autor: Chambel » COMENTE: |

ACADÉMICA 1 PAÇOS DE FERREIRA 0


UFF! Enfim uma vitória.

Domingos entrou com o pé direito e quebrou um ciclo terrível em Coimbra. Venceu o Paços de Ferreira por uma bola a zero (Helder Barbosa fez um grande golo).


Agora, uma vitória no Bessa pode permitir um "pulo" na tabela classificativa, permitindo encarar os próximos desafios em casa (Leixões e Porto) com uma esperança renascida.

Força Briosa

Autor: Chambel » COMENTE: |

ULTIMAS DA ACADÉMICA

sexta-feira, 14 de setembro de 2007



Afinal, depois de Manuel Machado saí também Luis Matos. O treinador dos Guarda-Redes da Académica recebeu uma proposta do SL Benfica e rescindiu por isso contrato com a Briosa.


Para além de perdermos um grande profissional, falta ainda saber os moldes em que aconteceu esta saída. É que a Académica refere que o Benfica não estabeleceu nenhuma negociação com a direcção da Académica mesmo sabendo que o treinador tinha vinculo com a AAC/OAF.


COMUNICADO DA DIRECÇÃO 07-09-14 20:02 AAC/OAF

A Direcção da AAC/OAF chegou a acordo, para a rescisão do contrato de trabalho, com o técnico de guarda-redes Luís Matos.O acordo estipula o pagamento de uma indemnização do, agora, ex-funcionário para com a AAC/OAF. O pedido de rescisão de Luís Matos deve-se ao facto de este ir integrar os quadros técnicos do SL Benfica.Registe-se que o SL Benfica sabendo que Luís Matos estava vinculado contratualmente com a AAC/OAF em nenhum momento deste processo estabeleceu qualquer contacto com a Direcção da Académica como seria da mais elementar norma de boa convivência desportiva.

--------------------------------



Ainda não foi hoje que José Eduardo Simões ficou a saber se vai ou não a tribunal responder pelas acusações que o Ministério Público lhe moveu por oito crimes de corrupção passiva. O debate instrutório desta tarde apenas serviu para as partes apresentarem as suas alegações, sendo que ficou marcado para dia 26 a deliberação da juiza que segue este caso.

Autor: Chambel » COMENTE: |

HOJE É O DIA J(ES)


Dia 14 de Setembro de 2007. Este pode ser um dia marcante na História da Associação Académica de Coimbra.
O Presidente José Eduardo Simões está neste momento a ser informado do veredicto em relação aos seis processos que correm contra si em tribunal.
Relembrar que o próprio José Eduardo Simões, no início da presente época, referiu esperar com expectativa o dia de hoje:
«Vamos esperar por 14 de Setembro para saber o veredicto da juíza sobre os seis casos que solicitei para abertura de instrução. Os outros dois será interessante discuti-los em tribunal», declarou.

Desejamos que tudo se esclarece pelo melhor para o Presidente José Eduardo Simões e que a verdade seja apurada, para bem da Nossa Instituição.

Autor: Chambel » COMENTE: |

quarta-feira, 12 de setembro de 2007


A Direcção da AAC/OAF após a reunião realizada na passada segunda-feira, dia 10 de Setembro, onde foi definido o perfil do novo treinador da Académica, chegou a acordo com Domingos Paciência que a partir de hoje assume do comando técnico da equipa de futebol profissional.


O novo técnico da Briosa será apresentado amanha à comunicação social e aos associados pelas 12:30 no Estádio Cidade de Coimbra.


Antes disso, poderão assistir ao treino orientado por Domingos Paciência às 10 horas na Academia Briosa XXI.
Informação do Site Oficial

Autor: Chambel » COMENTE: |

Paciência...Primeiro treino à Porta Fechada


Domingos Paciência orientou na tarde desta quarta-feira o primeiro treino como treinador da Académica, numa sessão à porta fechada e que começou com meia hora de atraso, possivelmente devido à demora na apresentação do sucessor de Manuel Machado ao plantel.


O secretismo em torno do início de funções do novo técnico da Briosa, embora não justificado, poderá ter ficado a dever-se ao facto de a apresentação oficial estar marcada apenas para amanhã, em conferência de imprensa.


Seja como for, ninguém pôde marcar presença nas bancadas do Estádio Cidade de Coimbra, zelosamente vigiadas pelo próprio presidente do clube.


O que foi possível apurar é que Domingos irá ser acompanhado de um novo adjunto, Miguel Cardoso, que fez parte das equipas técnicas de Carlos Carvalhal no Belenenses e Sp. Braga, registando-se, assim, a saída de José Augusto, «braço-direito» de Manuel Machado.
in maisfutebol

Autor: Chambel » COMENTE: |

Domingos é o novo técnico da Briosa

terça-feira, 11 de setembro de 2007


Domingos Paciência vai ser o novo treinador da Académica, sucedendo a Manuel Machado.


O ex-técnico da União de Leiria disse ao Maisfutebol que «faltam apenas alguns detalhes» para que o acordo esteja consumado. O contrato será valido por uma temporada. «É um clube com história e é claro que vejo com agrado a possibilidade de assumir o comando técnico», disse Domingos ao Maisfutebol, acrescentando está confiante no futuro: «Acredito sempre no meu trabalho e no trabalho dos meus jogadores. Aconteceu esta situação, que é sempre desagradável, mas se aconteceu foi porque algo estava mal e era preciso mudar. Esse será o meu objectivo.»


Domingos diagnosticou os pontos em que, no seu entender, a equipa estará mais vulnerável. «Antes de mais a equipa tem de sofrer menos golos, pois já consentiu sete em apenas três jogos. Depois também é preciso marcar, para ganhar jogos. Mas penso que nesta altura o mais importante será os jogadores ganharem confiança», não deixando de lançar um aviso em termos de gestão do futebol da Briosa. «A estabilidade é muito importante e comigo terá de haver estabilidade.» Domingos deve ultimar os detalhes do acordo com a Académica em breve, pelo que é possível que esta quarta-feira já oriente o treino e que esteja no banco no jogo com o Paços de Ferreira.



Que tenha sorte nesta nova etapa da sua carreira e que consiga devolver à Briosa aquilo que lhe tem faltado nos últimos tempos: identidade.


Força Briosa!

Autor: Nuno Oliveira » COMENTE: |

Machado saiu...e agora?

segunda-feira, 10 de setembro de 2007




Esperei pela confirmação oficial da saída de Manuel Machado para poder escrever este post. Parece-me óbvio que a situação da nossa Académica é delicada, e optou-se por mudar o mais fácil, ou seja, o treinador. Reconhecendo que Manuel Machado não esteve bem nos 16 meses que orientou a Briosa, devo dizer que sou contra esta chicotada psicológica. E sou contra por um motivo: não se percebe porque se renova contrato com um treinador, se deixa que ele faça a pré-época (não vou dizer que o deixaram fazer a equipa, porque mais uma vez isso foi um pouco obscuro), e depois se rescinda com ele ao fim de três jogos, com a quase certa indemnização da ordem.

Outra coisa que já disse aqui e nunca conseguirei perceber: Manuel Machado tem um currículo que fala por si. Levou o Moreirense da 2ª divisão B até à primeira e estabilizou o clube no principal escalão (saiu e eles desceram novamente à 2ª B); levou o V. Guimarães e o Nacional à Taça UEFA. Chegou à Académica e não teve sucesso. O mesmo se passou com Nelo Vingada, que já havia levado o Marítimo à Europa e na Académica não conseguiu melhor do que dois lugares acima da linha de água. Por outras palavras, os problemas da Académica podem ser muito mais, e muito mais graves do que o treinador.

A sucessão





A discussão agora envolve o nome do possível sucessor de Manuel Machado. Nas últimas horas, avançaram-se já com quatro ou cinco nomes. Falando por mim, tenho dois favoritos:

- Domingos Paciência: como jogador, foi um dos meus favoritos. Não sendo um portento de técnica ou regularidade, era um avançado que nunca virava a cara à luta (no sábado, cheguei a ter pena que ele não tivesse menos 10 anos e jogasse no ataque da Selecção). Como treinador, teve uma passagem interessante pelo FC Porto B, tendo lançado jogadores como Paulo Machado, Ivanildo, Vieirinha ou Bruno Gama. Na União de Leiria, foi vaticinado que seria o flop da temporada, mas conseguiu fazer uma boa época, deixando o clube devido a incompatibilidades com o presidente João Bartolomeu. É um treinador jovem (38 anos), ofensivo e com pêlo na venta, capaz de enfrentar a direcção quando é caso disso, o que me parece ter faltado a Manuel Machado.

- Paulo Sérgio: Há amigos meus que me dizem que eu tenho um "fétiche" com este treinador. Não é uma questão de fetichismo. Paulo Sérgio é mais um treinador jovem (39 anos), que conta com apenas dois clubes no currículo: o Olhanense, que levou da 2ª B à Liga de Honra, tendo chegado a lutar pela subida há dois anos; e o Santa Clara, clube que está a atravessar uma grave crise financeira, e onde, sem grandes nomes, lutou pela subida a época passada, e comanda a Liga Vitalis á terceira jornada desta época. Paulo Sérgio já provou saber fazer omoletes sem ovos, e não sei até que ponto não será isso que a Académica precisa.

Outros nomes

Rogério Gonçalves é um treinador interessante, com passagens de sucesso por Varzim e Naval (no Braga não resistiu à pressão de um clube com outras ambições). Não o veria com maus olhos na Académica, mas uma desvinculação do clube onde acabou de chegar não deve ser tarefa fácil, isto para além da guerra desnecessária que a situação poderia despoletar, indo buscar um técnico a um rival.

Ulisses Morais é um treinador que nunca gostei. Antipático, arrogante, amigo do anti-jogo e do autocarro em frente à baliza, é tudo o que eu não gostaria de ver a orientar a Académica. Não me parece que viesse trazer alguma coisa de novo à Briosa.

Outros nomes já foram atirados ao ar, como José Couceiro e Vítor Pontes, mas espero que não tenham passado disso.

Um abraço a todos e viva a Académica.


Autor: João Campos » COMENTE: |

Ainda Manuel Machado...


Foi com «estima e consideração» que o presidente da Académica, José Eduardo Simões, disse adeus a Manuel Machado, a quem agradeceu os «quase 15 meses» ao serviço do clube, durante os quais contribuiu para «manter a equipa na Liga e ajudou a prepará-la para a presente época».
O dirigente elogiou ainda a «forma leal» como o técnico sempre colaborou com a Direcção e, apesar da rescisão, por mútuo acordo, augurou-lhe um rápido regresso às lides. Aquilo que o presidente academista não quis esclarecer foram os motivos da saída e sobre o seu sucessor apenas referiu que será encontrado «até ao jogo de domingo, com o Paços de Ferreira».
Já Manuel Machado, também numa curta declaração aos jornalistas, limitou-se a retribuir os elogios, e a agradecer a todos no clube e à massa associativa, desejando ainda boa sorte ao colega que o irá substituir. «Espero que este clube faça uma época melhor do que as anteriores, com sucesso e bons resultados, porque Coimbra assim o merece», sintetizou, acrescentando ainda que deixa a Académica com um «sentimento normal, de quem trabalhou com profissionalismo».
O treino desta tarde foi então dirigido pelos adjuntos José Augusto, Zé Nando. Luís de Matos e Sérgio Vieira, que vão continuar a orientar a equipa até à chegada da nova equipa técnica.
Quanto ao sucessor de Manuel Machado, a direcção da Académica continua a tentar a contratação de Rogério Gonçalves, mas as negociações com a homóloga beira-marense estão complicadas e é claro que esta só abdicará do técnico se for devidamente compensada pela perda. Uma das alternativas poderá passar por Ulisses Morais, actualmente sem clube, mas este parece não ser um nome consensual entre os dirigentes dos «estudantes».


in maisfutebol

Autor: Chambel » COMENTE: |

Saída de Manuel Machado já é oficial

Académica oficializa rescisão «amigável e cordial» com Manuel Machado
A Académica oficializou, esta tarde, a cessação do contrato com Manuel Machado «de forma amigável e cordial». A Direcção da Briosa esclarece estar «a tomar as medidas necessárias para encontrar a nova equipa técnica», que orientará o jogo com o Paços de Ferreira.

Em comunicado, a Direcção da Académica aproveita ainda para agradecer a «disponibilidade pessoal e a seriedade profissional» que Manuel Machado «sempre manifestou» no clube.Rogério Gonçalves, treinador do Beira-Mar, é o nome desejado em Coimbra e já recebeu um convite da Direcção dos «estudantes».
O futuro técnico da Briosa poderá e deverá ser Rogério Gonçalves, um namoro antigo da direcção da Académica e que esteve muito próximo de assinar no defeso, como o Rapazes de Preto noticiou, na altura, em exclusivo. A direcção do Beira-Mar afirma nada saber e, neste momento, um entrave importante poderá ser a compensação monetária exigida pelos aveirenses com quem o técnico mantém vínculo laboral.
Mais desenvolvimentos daqui a pouco.

Autor: Nuno Oliveira » COMENTE: |

MANUEL MACHADO DESPEDIDO

domingo, 9 de setembro de 2007


Os Rapazes de Preto estão em condições de anunciar a saída do técnico Manuel Machado da liderança da Equipa Técnina da Académica.

Depois de um mau inicio de época e após o jogo treino ontem frente ao Braga, a direcção tomou essa decisão que hoje foi anunciada ao técnico.

Para mais tarde, mais desenvolvimentos em relação a esta notícia.

Autor: Chambel » COMENTE: |

Ainda Ousmane N'Doye

terça-feira, 28 de agosto de 2007




Confesso que à hora que escrevo, desconheço o resultado do inquérito disciplinar ao jogador Ousmane N'Doye. Por isso, estou também mais à vontade para emitir a minha opinião e formular alguns juízos de valor.


Vi jogar Ousmane N'Doye pela primeira vez no Estádio do Dragão, num F.C.P.-Estoril, no qual saltou à vista de todos a qualidade técnica e a força deste jogador. Mandava no meio-campo canarinho, tacticamente cumpridor, com uma capacidade de remate assinalável, bem patente no golo que marcou. Continuei a acompanhá-lo, mas o alarme soou quando vi a forma como quis sair do Estoril, em choque com dirigentes e equipa técnica, para ingressar no Penafiel. Voltou a destacar-se no conjunto penafidelense, ao ponto de num jogo contra a nossa Briosa ficar com a sensação de que só ele era suficiente para fazer frente ao nosso meio-campo, constituído por jogadores como Dionattan, Rafael Gaucho e outros, que nunca o conseguiram segurar.


Chegou a Coimbra em Dezembro de 2005, depois de outro episódio lamentável com os dirigentes nortenhos, que me confidenciaram "cobras e lagartos" de Ousmane N'Doye como homem. Iludido pela sua valia técnica, preferi, como a maior parte dos adeptos, relevar e dar importância àquilo que iria fazer dentro de campo. Que, até ao momento, foi muito pouco. Nos 6 meses após a sua chegada, teve um rendimento abaixo do que era esperado, sem nunca conseguir afirmar-se totalmente e desequilibrar o jogo. Pensou-se que o seu ano chegaria em 2006.


Foi emprestado, dando contrapartidas económicas interessantes para a Briosa, mas eis que no Verão de 2007 volta a protagonizar mais episódios lamentáveis.


Relembre-se que Ousmane N'Doye chegou bem depois da data em que se deveria apresentar, o que motivou a instauração de um inquérito disciplinar ao atleta. Veio contrariado, com pouca disponibilidade para falar à comunicação social, a quem confidenciou a vontade de sair do clube. Acumulou treinos fracos, jogos-treino reveladores da sua pouca motivação. O cúmulo sucedeu em Alvalade, com uma 2a parte absolutamente vergonhosa em termos de entrega, de concentração, de (falta de) atitude, contribuindo para o 3.º golo do Sporting.


Não obstante, e para meu espanto, Manuel Machado referiu na conferência de imprensa no final do jogo com a União de Leiria, que tinha preparado a equipa durante a semana com Ousmane no 11 titular!!!! Confesso que tive que ler mais que um jornal para confirmar a veracidade de tais afirmações. Acho perfeitamente incompreensível que um treinador, ciente do historial deste atleta, sabendo das suas motivações, prepare a equipa com ele no 11 titular. Incompreensível e ofensivo para os outros profissionais da Associação Académica de Coimbra. Este facto, só por si, revela a pouca capacidade disciplinar do clube, confrangedora até se quisermos comparar com exemplos de outros clubes, em casos bem menos graves.


Aquilo que os responsáveis pretendem de um clube, afere-se muito pela sua capacidade em saber lidar com situações-limite, em que a sua tomada de posição tem que ser exemplar, para dentro (plantel) e para fora (comunicação social e simpatizantes). Não vacilar, tomar decisões corajosas em benefício da imagem do clube e de defesa dos profissionais que merecem vestir aquela camisola, seria sinónimo de competência e rigor. Que se perdeu, neste caso, infelizmente. Espero que não irremediavelmente.


Ironia das ironias, Ousmane foi apanhado na noite de 6a feira na discoteca. Ele foi coerente. Os responsáveis da Briosa é que não.

Autor: Nuno Oliveira » COMENTE: |

Elmano Santos no Sporting - Académica

terça-feira, 14 de agosto de 2007


A Académica joga sexta-feira às 20:30 em Alvalade e o árbitro da partida é Elmano Santos.
Todos recordamos a época passada, onde os erros cometidos pelos árbitros fizeram com que perdessemos alguns pontos de forma escandalosa (aquela jogo com o Braga ainda me está encravado).
Esperemos então, que este árbitro, licenciado em Educação Física e que viaja desde a ilha da Madeira, procure fazer um jogo limpo e se perdemos que seja justamente (custa menos a digerir).
A unica vez que Elmano Santos arbitrou um jogo da Académica foi na época 2004/2005. A Académica recebeu o Boavista e venceu por uma bola a zero, com golo de Luciano (agora é que a azia aumentou).
Força Académica

Autor: Chambel » COMENTE: |

CONTESTAÇÃO RESULTA EM ... REVELAÇÃO

segunda-feira, 13 de agosto de 2007


Tal como foi referido no post colocado imediatamente a seguir ao apito final do árbitro, depois do jogo Fátima 1 - Académica 0, muitos foram os simpatizantes e sócios da Académica que se deslocaram para junto do autocarro da equipa, para protestar contra alguns jogadores, direcção e principalmente Manuel Machado. Entre apupos e pedidos de um maior empenho por parte dos jogadores, alguns exageros nas palavras de quem tentava protestar fez com que alguns jogadores exibissem também o seu descontentamento com os adeptos e respondessem ao mesmo (baixo) tom.


Esta situação fez com que Pedro Roma (sempre ele) viesse falar com os adeptos. Pedro referiu que "também estou triste tal como vocês. Se quiserem falar com connosco e mostrar o vosso lado vão aos treinos". Em relação ao facto de alguns jogadores terem respondido aos adeptos, Pedro Roma referiu que iria "falar com eles e pedir-lhes que tenham calma". Roma saiu com um grande aplauso dos adeptos, enquanto os restantes elementos da Briosa se encontravam dentro do autocarro.

Mas (quanto a mim) o pior estava para vir.


Manuel Machado aceitou conversar com dois elementos adeptos da Académica aos quais revelou "que nada pode fazer, não tenho culpa do que está a acontecer", "apenas um dos jogadores foi por mim escolhido (dos novos elementos para esta época", "O Marítimo também perdeu com o Penafiel" entre outras afirmações que deixam antever alguma crispação entre direcção e equipa técnica.


As próximas semanas deverão ser fundamentais. Aproximam-se dois jogos importantes, contra o Sporting e em casa com o Leiria. Se os resultados e as exibições continuarem a desiludir, a verdade é que Manuel Machado fico com muito pouco espaço de manobra, já que as relações com adeptos e direcção não parecem (de longe) serem as melhores.


Os Rapazes de Preto vão continuar a acompanhar o dia-a-dia da Briosa.

Autor: Chambel » COMENTE: |